domingo, 12 de agosto de 2018

CANSAÇO






E o começo  foi o choro
E nunca mais parou o choro...

Caía... rápido em pé.
Não parava um minuto sequer.

O pensamento foi complicando...
O mês ia chegando...
E o choro era cada dia menos raro.

Mas  ainda sonhava...

Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...

Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...

Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...

Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...
Acordava! E sonhava de novo...

Acordava!!!Acordava!!! Acordava!!!

Não quero mais acordar.





Poema de Della Coelho
Imagem: goolge.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário