sábado, 7 de janeiro de 2017

INCANSÁVEL ESPERA





 Meu Amor,
estou aqui!
SIM, para sempre te esperando!

Sei o quanto padeces nas jornadas tenebrosas,
enfrentas vales e montanhas rochosas.
Não te esqueças que em tua casa te espero,
faço quitutes e me enfeito para ti com esmero.

Como queria contigo nas estradas caminhar,
mas fui pelo destino impedida de, nestas Luas, tuas mãos afagar.
Não me importa que agora não consigas me aquecer;
suplico à brisa que meu canto contigo, nas noites, possa adormecer.

Meu Amado,
que partilhas comigo em silêncio o tão acalento esperado,
falta pouco para conseguirmos dos Anjos nossos sonhos realizados.
Tropeçaste e caíste em pedras pelo cansaço do caminho,
fita nossas Estrelas e apoia-te em meus braços que suavemente te aninho.

Eu sempre estarei aqui!
Olhando a noite, esperando por ti!
Mesmo que em todo Universo um dia resolva o Amor se calar,
gritarei que TE AMO nem que somente em uma simples cova possas vir a me encontrar.

Passo os dia na Esperança de que o Vento venha teu sorriso me devolver
e, enquanto isso, componho melodias para meu imenso carinho te envolver.

Meu Amor,
estou aqui,
em nossa casa,
te esperando...
Ouço tua voz nitidamente me chamando
quando a outros olhos pensam que estou simplesmente sonhando.

Em desespero, pela tua ausência, enlouquecida,
perdi-me por um tempo a buscar-te em terra apodrecida;
sozinha não tenho forças para tua face encontrar,
pois a sombra vem de ti os meus beijos afastar.

O que devo realmente fazer
é, em nosso Lar, à tua espera permanecer.
Jamais te confundas por canções que tenham nossas verdades alteradas,
que só farias atrasar ainda mais a tua tão difícil jornada.

O DEFINITIVO e IMUTÁVEL,
mesmo na rigidez do mais rigoroso inverno,
é que enraizarei aqui ansiando tua volta
para finalmente descansarmos felizes,
em nosso AMOR ETERNO!

Poema de Della Coelho
Imagem: google.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário