terça-feira, 20 de setembro de 2016

MIM E TI



Senhor de meus pensamentos,
o que fazer para acabar de vez
com a agonia desta saudade
e convencê-lo definitivamente de que és
quem eu esperava desde a minha mais tenra mocidade?

Esse teu jeito singelo de me tocar
desperta calidamente em mim
toda a impetuosidade
do meu antes gélido suspirar.

Tua voz sempre a mim tão delicada
faz-me sentir a Princesa
do tão sonhado Conto de Fada.

Agradeces ao ouvir-me chamar-te de “Meu Amor”
e não entendes que eu que devo ser grata
por libertares-me dos espinhos da Rosa- Flor.

Com teu hálito de prazer eterno,
fazes-me voar em delírio
livrando-me da frieza de cruel inverno.

Atendes-me em tudo que meu corpo deseja
e consegues saciar minh` Alma
sem que teu canto sequer de tua grandeza se aperceba.

Teus olhos ansiosos a me buscarem
extraem seu próprio reflexo
ao encontrarem meus lábios sedentos aos adorarem.

Tua calma e paciência na discórdia
fazem-me acreditar que vieste do paraíso
para, aos infelizes, ensinar-lhes a concórdia.

Extasiada pelo que experimentei em teus braços cirineus,
vivo à espera do momento em que ao mundo poderei gritar:
"Anjo-Rei, coroaste –me eternamente a Rainha dos reinos teus!"

Poema de Della Coelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário