segunda-feira, 19 de setembro de 2016

JORNADA EM AMOR




O que fazer quando sua metade
vê o Luar escurecer?

Daqui distante, como fazê-lo enxergar em memória
... que o Sol só nasce
para aquecê-lo e conduzi-lo até a Grande Vitória?!

... que o frescor noturno apagado
é a mostra de que o que sente
é o transpirar da jornada rumo ao Reino Encantado?!

... de que as pedras encontradas
é a escalada mais íngreme
por estar quase às portas
de sua ilha sonhada?!

... de que as dores sentidas
são marcas que levaremos
como lembrança
da imensa luta vencida?!

... de que, mesmo em escuridão total,
sigo silenciosamente seus passos
amando-o de forma completamente incondicional?!

...  de que logo atrás estou eu
e, se meu amado cair,
leva-me consigo para amortecer
sua queda através dos braços meus?!

O silêncio da espera em cela
é ainda um AMAR muito mais árduo
que qualquer sentimento
proclamado por reais sentinelas.

E este Amor calado
jamais será...
Nem pelo tempo
Nem pelas intempéries
... de alguma forma abalado.

A estrada é nublada, enregelada, estreita...
requer coragem, fé e muita destreza –
Armas poderosas capazes SIM de derrubar
todas e quaisquer barreiras.

É natural, no entanto,
em quase chegada,
o desfalecimento.
Mas, neste momento, no qual tudo parece perdido,
vem aquele que é o orientador do caminho
- O AMOR-
que nos aninha
e nos faz sempre retornar ao nosso Destino!

Poema de Della Coelho
Imagem: google.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário