sábado, 3 de setembro de 2016

DEVANEIO




Nos anéis de minha infância
encontro-me com teus pensamentos
em busca de acalentos em tantas
...tantas confusas lembranças!


No momento da inocência,
conseguimos Amar plenamente
e em sã consciência
de quem somos
e a quem viemos
entregar toda a  nossa essência.


Se, naquele breve momento
de inocentes sentimentos,
pudéssemos cristalizar nosso crescimento;
seguiríamos sempre
à escolha certa
da Felicidade em toda sapiência rumo ao envelhecimento.



Ouça...

Nasceste para que eu nascesse em te buscar,
para que, assim,
duas almas geradas,
em Imortalidade enlaçadas,
sigam em procura daquel`Alma

que para sempre na esfera da Paixão foi a ti entrelaçada.



Poema de Della Coelho
Imagem: google.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário